Menu auxiliar

PUC-Rio terá curso sobre o mercado de alimentos de qualidade

qui, 28/08/2014 - 16:28 | Juliana Dias

O segmento de alimentação saudável é uma das maiores tendências globais. Comer tornou-se uma tarefa complexa, que envolve múltiplas dimensões: ambiental, ética, política, social e cultural. Com a proposta de conhecer, mapear e identificar os atores envolvidos no segmento de alimentos de qualidade no Rio de Janeiro, o curso de extensão “Gastronomia, Orgânicos e Alimentos Saudáveis: negócios sustentáveis”, da PUC-RIO inicia a primeira turma no dia 29 de setembro.

O programa, que reúne um corpo docente interdisciplinar, apresenta um panorama da produção, distribuição, comercialização, consumo, divulgação e inovação no setor de alimentos de qualidade, como os orgânicos e agroecológicos. Conceitos, tendências, iniciativas pioneiras, modelos de negócios, estudo de casos bem-sucedidos, orientação sobre planejamento de vida e carreira e ferramentas de planejamento de novos empreendimentos fazem parte do conteúdo do curso, que tem duração de três meses. A coordenação e conteúdo é de Juliana Dias, da Malagueta Comunicação e a coordenação executiva é de Léo Feijó, consultor em Economia Criativa (Multimeios Consultoria).

Para a antropóloga Mary Douglas, a função essencial do consumo é dar sentido. É neste universo que o consumo alimentar se apresenta como um fenômeno típico da experiência social da modernidade. A busca pela qualidade de vida nas grandes cidades está diretamente associada a uma alimentação saudável. A demanda por novos modos de consumir e produzir se apresenta como uma oportunidade a novos empreendedores do chamado "mercado verde".

Entre os professores estão Teresa Corção (Instituto Maniva e SindRio - Panorama do Mercado de Gastronomia e Orgânicos), a doutora em Psicologia Clínica Sandra Korman (UFRJ e PUC-Rio - Planejamento de Vida e Trajetória Profissional), Sergio Bocayuva (CEO do Mundo Verde – Mercado de alimentos saudáveis), Daniel Abadi Orlean (Plano de Negócio, Canvas etc), Chico Junior (Prêmio Maravilhas RJ – Turismo gastronômico), Sérgio Abdon (O Globo - Rio Gastronomia), Juliana Dias (Malagueta Comunicação/Cultura alimentar e mídia), Leo Feijó (Introdução à Economia Criativa e Associativismo Cultural), Mónica Chiffoleau (Rede Ecológica - Compras coletivas/comércio justo), Marcio Mattos (ASPTA - Mercados locais/circuitos curtos de comercialização), Maria Beatriz Martins (Planeta Orgânico - tendências e eventos para setor de orgânicos), Paulo Abreu e Lima (Palato Gourmand - mercado consumidor de produtos de qualidade), Gabriel Fernandes (ASPTA - sistema alimentar moderno), Margarida Nogueira e Rodrigo Cotrim (Slow Food, movimentos em defesa da alimentação: o caso do Slow Food), Denise Gonçalves (GT Queijos Artesanais, produção de alimentos locais e certificação), Carolina Ficheira (Editais e Captação de Recursos), Karen Soares (Pesquisa de Setor), entre outros.

Nessa busca de dar sentido à vida social, o consumo de alimentos busca uma ligação direta com quem produz comida de verdade de qualidade. O modo de comer se insere nesse cenário como uma alternativa concreta para retornar às origens; privilegiar a economia local; reconectar campo e cidade, alimento e cultura, e o lugar de produção como lugar de consumo, de saberes e memória, fortalecendo, vínculos de identidade com o território.  O modo de comer demanda uma visão interdisciplinar, a partir da compreensão de que “toda a questão da saúde, do solo, das plantas, dos animais e do homem é um único e grande tema”, como afirma o ensaísta americano Wendell Berry.

Estratégias denominadas de “circuitos curtos de comercialização”, “mercados de proximidade”, “sistemas regionais de alimentos” e “redes agroalimentares alternativas”, surgem como soluções para engajar os cidadãos do campo e da cidade, com o propósito de preservar um bem comum: o alimento.

O público alvo é empreendedores interessados em alimentos e gastronomia; pequenos produtores de alimentos; proprietários ou interessados em abrir restaurantes e negócios criativos nesse segmento; jornalistas especializados em gastronomia; nutricionistas; e produtores de eventos ligados ao tema. As aulas serão realizadas às segundas e quartas, das 19h às 22h. Para mais informações, acesse http://www.cce.puc-rio.br/sitecce/website/website.dll/folder_curso?nCurso=gastronomia,-organicos-e-alimentacao-saudavel

Compartilhe:

Deguste as últimas novidades sobre o Maravilhas RJ

Facebook

Instagram

Tags Populares